NOVO MANIFESTO PELA FEDERALIZAÇÃO DOS CRIMES DE MAIO, E FIM DA "RESISTÊNCIA SEGUIDA DE MORTE"

quarta-feira, março 07, 2012

08 e 09/03 - Mulheres vítimas da ditadura e da democracia serão homenageadas conjuntamente pela Comissão da Anistia do Ministério da Justiça em SP

.

Nos próximos dias 08 e 09 de Março, durante as celebrações da Semana Internacional da Mulher, ocorrerá na Cinemateca Brasileira em São Paulo a 55ª Caravana da Anistia – Especial do Dia Internacional da Mulher. Realizada pela Comissão da Anistia do Ministério da Justiça, e apoiada por diversas entidades nacionais e paulistas (Cinemateca Brasileira, Núcleo de Preservação da Memória Política, Fórum dos Ex Presos e Perseguidos Políticos, Comitê das Mulheres Pela Verdade, Associação Mulheres Pela Paz, Grupo Tortura Nunca Mais/SP, Associação da Madre Cristina do Instituto Sedes Sapientiae, União Brasileira das Mulheres, Memorial da Resistência, Mães de Maio de São Paulo e Arquivo Público do Estado de São Paulo), esta Caravana terá como tema central a Resistência das Mulheres durante a ditadura civil-militar brasileira, e também atualmente durante a democracia.

As Caravanas da Anistia são um projeto educativo, que realiza sessões públicas itinerantes de julgamento, sendo incentivado o debate sobre o período da ditadura civil-militar brasileira e o papel da anistia política para sua superação. São contadas histórias de pessoas públicas e anônimas que foram perseguidas e torturadas pelo regime civil-militar, valorizando o aspecto coletivo da luta política, e o papel dos partidos e demais organizações clandestinas na resistência contra a violência ditatorial. As edições do projeto são acompanhadas por atividades educativas e culturais, promovidas pela Comissão de Anistia do Ministério da Justiça. As atividades são registradas em relatórios, gravações em áudio e vídeo e fotografias, que são entregues ao Memorial da Anistia Política do Brasil, previsto para ser inaugurado em Belo Horizonte-MG, contribuindo para o acervo e construção da memória política brasileira.

Nesta sua 55ª edição, pela primeira vez, a Caravana da Anistia homenageará também o movimento Mães de Maio, grupo de mães, familiares e amigos de vítimas do estado durante o atual período democrático, movimento que surgiu a partir dos Crimes de Maio de 2006 ocorridos no estado de São Paulo, principalmente nas periferias das grandes cidades. As Mães de Maio de São Paulo, que deram este nome ao seu movimento por conta do fatídico mês e também em alusão às Madres da Plaza de Mayo argentinas, sempre foram solidárias à luta pelo direito à memória, à verdade e à justiça das vítimas da ditadura. Segundo nota oficial do movimento: “As Mães de Maio sempre foram, e continuarão sendo, solidárias à luta pelo direito à memória, à verdade e à justiça de tod@s @s perseguid@s e pres@s polític@s do Estado brasileiro, desde @s indígenas massacrad@s, @s african@s escravizad@s, os camponeses e camponesas expulsas de suas terras e assassinad@s, @s operári@s explorad@s, as vítimas e parentes de pres@s e perseguid@s políticos da ditadura civil-militar, e a@s milhares de pres@s polític@s atuais do Estado brasileiro, em sua maioria negra e pobre, das periferias e dos movimentos sociais”.

As atividades que serão realizadas durante os dias 08 e 09 de Março, em São Paulo, serão portanto uma ocasião ímpar aonde se encontrarão algumas das principais guerreiras da resistência por justiça e liberdade do período contemporâneo da história brasileira. Dentre as homenageadas estão Encarnacion Lopez Peres, Maria Auxiliadora Arantes, Marina Vieira da Paz, Joana D´Arc Vieira Neto, Clara Charf (viúva de Carlos Marighella), Adoração Sanchez, Consuelo de Toledo Silva, Damáris Lucena, Izaura Coqueiro, Josephina Bacariça, Maria Prestes e - In Memorian - Maria Lúcia Petit, Elza Monerat , Maria Emília Guerra. Dentre as Mães de Maio de São Paulo serão homenageadas Débora Maria da Silva, Vera Lúcia de Freitas, Ednalva Santos, Maria José Gomes, Flávia Gonzaga, dentre outras.

CONFIRAM ABAIXO A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DA ATIVIDADE.

MAIS INFORMAÇÕES:

Rosane Cavalheiro Cruz, da Comissão da Anistia – 61-9118-6553
Débora Maria da Silva, das Mães de Maio – 13-8124-9643
Rose Nogueira, do Grupo Tortura Nunca Mais-SP – 11-9615-3293
Ivan Seixas, do Núcleo Memória / Condepe-SP – 11-8162-4469


55ª CARAVANA DA ANISTIA HOMENAGEM AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER


Realização:
Comissão de Anistia do Ministério da Justiça

Parceiros:
Cinemateca Brasileira
Núcleo de Preservação da Memória Política
Fórum dos Ex Presos e Perseguidos Políticos
Comitê das Mulheres Pela Verdade
Associação Mulheres Pela Paz
Grupo Tortura Nunca Mais/SP
Associação da Madre Cristina do Instituto Sedes Sapientiae
União Brasileira das Mulheres
Memorial da Resistência
Mães de Maio de São Paulo
Arquivo Público do Estado de São Paulo



Data: 08 e 09 de março de 2012
São Paulo - SP

Local: Cinemateca Brasileira
Endereço: Largo Senador Raul Cardoso, 207 - Vila Clementino - São Paulo.



PROGRAMAÇÃO COMPLETA


08 de março de 2012


19H00 – ATO DE HOMENAGEM AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

PRÉ LANÇAMENTO DOCUMENTÁRIO ‘REPARE BEM’, projeto Marcas da Memória do Ministério da Justiça, sob direção da portuguesa Maria de Medeiros.



MESA DE AUTORIDADES:

Ana de Hollanda - MINISTRA DA CULTURA DO BRASIL

Paulo Abrão - PRESIDENTE DA COMISSÃO DE ANISTIA E SECRETÁRIO NACIONAL DE JUSTIÇA DO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

Carlo Magalhães - DIRETOR DA CINEMATECA



· ATO DE ASSINATURA DE TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA COM A CINEMATECA

· EXIBIÇÃO DO DOCUMENÁRIO “REPARE BEM”

· HOMENAGEM A EDUARDA E DENISE CRISPIM

· HOMENAGEM A ZUZU ANGEL

· CINE – DEBATE


Debatedoras: Maria de Medeiros (Portugal)

Denise Crispim (Itália-Brasil)

Hildegard Angel (Brasil)




09 de março de 2012


19H00 – ATO PÚBLICO EM HOMENAGEM AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

· MESA DE AUTORIDADES

Ministro da Justiça José Eduardo Cardozo
Presidente da Comissão de Anistia Paulo Abrão
Cinemateca Brasileira
Núcleo de Preservação da Memória Política
Fórum dos Ex Presos e Perseguidos Políticos
Comitê das Mulheres Pela Verdade
Associação Mulheres Pela Paz
Grupo Tortura Nunca Mais/SP
Associação da Madre Cristina do Instituto Sedes Sapientiae
União Brasileira das Mulheres
Memorial da Resistência
Mães de Maio de São Paulo
Arquivo Público do Estado de São Paulo


· EXIBIÇÃO DO DOCUMENTÁRIO “VOU CONTAR PARA MEUS FILHOS” do Projeto Marcas da Memória em parceira com o Grupo Tortura Nunca Mais/PE sobre as 24 ex-presas da Colônia Penal de Pernambuco

· HOMENAGEM A MULHERES QUE TIVERAM IMPORTANTE PAPEL NA REDEMOCRATIZAÇÃO DO PAÍS:

Encarnacion Lopez Peres
Maria Auxiliadora Arantes
Marina Vieira da Paz
Joana D´Arc Vieira Neto
Clara Charf
Adoração Sanchez
Consuelo de Toledo Silva
Damáris Lucena
Izaura Coqueiro
Josephina Bacariça
Maria Prestes
MÃES DE MAIO de São Paulo
In Memorian:
Maria Lúcia Petit
Elza Monerat
Maria Emília Guerra


19H30 – INSTALAÇÂO DA SESSÃO DE JULGAMENTO DE MULHERES PERSEGUIDAS POLÍTICAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário